Razão e sensibilidade na docência universitária

Cristina D'Ávila

Resumo


Com este artigo pretende-se apresentar os resultados da pesquisa-formação realizada no ano de 2015 com 18 professores universitários da área das ciências da saúde na Universidade Federal da Bahia. Objetivou-se, com a pesquisa, descrever os saberes didático-pedagógicos e o saber sensível mobilizados pelos docentes, nos ateliers didáticos formativos inspirados na teoria raciovitalista de Michel Maffesoli (2005). E como objetivos específicos: a) Identificar os saberes didático-pedagógicos referidos pelos professores universitários em cursos na área de saúde; b) Evidenciar o espaço concedido ao saber sensível nas práticas dos professores, mediante análise de suas representações e participação nos ateliers didáticos; c) Evidenciar, descrever e explicar as relações entre saberes didático-pedagógicos, saber sensível e profissionalidade dos professores colaboradores. Utilizou-se como dispositivos para a coleta das informações, a produção de ateliers formativos, escritas autobiográficas e questionários. Como principais resultados, constatou-se: a) os professores, em geral, possuem uma visão intuitiva sobre os saberes pedagógicos; b) os professores apresentam abertura para uma prática pedagógica raciovitalista, demonstrando (inclusive em suas escritas) a importância de se trabalhar o ensino associado à pesquisa,  incluindo componente lúdico em suas práticas.

 


Palavras-chave


Docência universitária. Formação de professores; Saberes pedagógicos; Profissionalidade docente.

Texto completo:

PDF

Referências


ARDOUREL, Yves. Vers une nouvelle société de la connaissance. Bordeaux, Ed. Presses universitaires de Bordeaux, 2014.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo : Edições 70, 2011 (2e reimpressão da 1e edição de 2011).

DELORY-MOMBERGER, Christine. De la recherche biographique en éducation. Fondements, méthodes, pratiques. Paris, Editora Téraèdre, 2014.

GAUTHIER, Clermont. Por uma teoría da pedagogía. Ijui: Edunijui, 2002.

LEVY, Pierre. Cyberculture. Editions Odile Jacob, Paris, 1997.

LIBÂNEO, José Carlos. Educação, pedagogia e Didática – o campo investigativo da pedagogia e da didática no Brasil: esboço histórico e buscas de identidade epistemológica e profissional. In: PIMENTA, Selma (org). Didática e formação de professores: percursos e perspectivas no Brasil e em Portugal. 3ª edição. São Paulo: Cortez Editora, 2000.

LUCKESI, Cipriano. Avaliação da Aprendizagem Componente do Ato Pedagógico. São Paulo: Cortez editora, 2011,

MACEDO, Roberto. Etnopesquisa crítica. Etnopesquisa formação. São Paulo : Liber Editora. 2006.

MAFFESOLI, Michel. Éloge de la raison sensible. Paris: Editora La Table Ronde, 2005.

MAFFESOLI, Michel. Le temps des tribus. Le déclin de l’individualisme dans les sociétés postmodernes. 3ème édition. Paris : Ed. La Table Ronde, 2000.

MAFFESOLI, Michel. em entrevista a Michaela Fiserova. In: Sens public. Revue Web. http://www.sens-public.org/article193.html?lang=fr. Acessado em: 13 de abril de 2016.

MORIN, Edgar. Introduction à la pensée complexe. Paris, ESF éditeur, 1990.

MORIN, Edgar (Org.). Le défi du XXIe. siècle. Relier les connaissances. Paris, Éditions du Seuil, 1999.

PIMENTA, S. G., ANASTASIOU, L. das G. C. Docência no ensino superior. São Paulo: Cortez, 2002.

ROHART, Jean-Daniel. Comment enchanter l'école? Plaidoyer pour une éducation postmoderne. Paris: Éditions Dervy. 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6673.emaberto.29i97.%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Em Aberto, Brasília, DF, Brasil. e-ISSN:  2176-6673

Licença Creative Commons A Em Aberto está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

EdubaseDiadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas BrasileirasPublic Knowledge Project
EZ3 - Elektronische ZeitschriftenbibliothekOEI - Organización de Estados IberoamericanosIbict
LatindexBASE