Ações inclusivas no ensino superior brasileiro

Jefferson Olivatto da Silva

Resumo


Partindo de uma concepção etnográfica das práticas escolares da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro-PR), constatou-se a dinâmica de grupos relativa às interações e fronteiras simbólicas que permeavam as aprendizagens. Esses processos abrangiam o ciclo espaciotemporal do ensino superior: acesso, permanência e sucesso inseridos em uma comunidade de aprendizagem ampla. Nesse sentido, um programa foi desenvolvido para coordenar as ações que pudessem desdobrar as aprendizagens em termos de medidas pedagógicas inclusivas nas interações pedagógicas, funcionais e administrativas, compreendendo o espaço universitário como uma comunidade de aprendizagem ampla, que oferece diversas fontes para otimizar a formação profissional e acadêmica.

Palavras-chave


antropologia educacional; pesquisa/ação; inclusão; aprendizagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.95i240.314

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Rev. Bras. Estud. Pedagog., Brasília, DF, Brasil. e-ISSN: 2176-6681

Licença Creative Commons A Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

EdubaseDiadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas BrasileirasLatindex
EZ3 - Elektronische ZeitschriftenbibliothekOEI - Organización de Estados IberoamericanosIbict
Public Knowledge ProjectDOAJ - Directory of Open Access JournalsREDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico
 Public Knowledge Project