A formação como “tessitura da intriga”: diálogos entre Brasil e Portugal

Inês Ferreira de Souza Bragança

Resumo


Problematiza a formação de professores(as), buscando sentidos de uma epistemologia de formação que incorpore a vida dos sujeitos, em toda sua complexidade existencial, como componente fundamental do processo formativo. Em um contexto de investigação-formação, tomamos as biografias educativas de seis professoras em Portugal e seis no Brasil como uma alternativa na tematização da vida como espaço/tempo de formação. No desenvolvimento, encontramos vestígios de que o processo formador se torna inteligível em uma perspectiva que entretece os diferentes episódios em tessitura, onde as intrigas são articuladas na experiência narrativa. Reafirmamos, também, a docência como “lugar de memória” e a contribuição do registro da história de vida, transformando biografia em herança.

Palavras-chave


FORMAÇÃO DE PROFESSORES/AS – HISTÓRIA DE VIDA – EXPERIÊNCIA NARRATIVA.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.93i235.406

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Rev. Bras. Estud. Pedagog., Brasília, DF, Brasil. e-ISSN: 2176-6681

Licença Creative Commons A Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

EdubaseDiadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas BrasileirasLatindex
EZ3 - Elektronische ZeitschriftenbibliothekOEI - Organización de Estados IberoamericanosIbict
Public Knowledge ProjectDOAJ - Directory of Open Access JournalsREDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico
 Public Knowledge Project