A socialização escolar entre jovens da Amazônia brasileira

Maria da Graça Jacintho Setton

Resumo


Ainda que venha crescendo o número de investigações acerca das relações entre a escola e os jovens, pouco se sabe ou se sistematizou sobre o estudante brasileiro que vive na Região Norte de nosso país. O artigo apresenta dados relativos às percepções sobre a escola em uma formação social ainda pouco familiarizada com a cultura letrada. Analisa o papel que a escola detém, enquanto matriz disposicional capaz de orientar condutas, práticas e representações sociais em um contexto cultural ainda fortemente socializado pela cultura oral. Para desenvolver esse argumento teórico, foi realizada uma pesquisa sobre o processo de socialização escolar vivido por jovens frequentadores de uma escola pública e de uma particular, no município de Santarém, Estado do Pará, na Amazônia brasileira.

Palavras-chave


socialização, escola, jovem, Amazonia Brasileira

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.90i225.516

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Rev. Bras. Estud. Pedagog., Brasília, DF, Brasil. e-ISSN: 2176-6681

Licença Creative Commons A Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

EdubaseDiadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas BrasileirasLatindex
EZ3 - Elektronische ZeitschriftenbibliothekOEI - Organización de Estados IberoamericanosIbict
Public Knowledge ProjectDOAJ - Directory of Open Access JournalsREDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico
 Public Knowledge Project