Por um olhar democrático às ações afirmativas

Luis Otávio Vincenzi Agostinho, Vladimir Brega Filho

Resumo


Discute as ações afirmativas como um meio de que o Estado dispõe para atenuar as desigualdades e os privilégios de alguns indivíduos em relação a outros, como os afrodescendentes. As ações afirmativas se apresentam como instrumentos de estabilização, ainda que provisórios, garantindo a inclusão da parcela vulnerável. Analisa as estatísticas que atribuem ao cidadão negro os piores índices de salário, saúde, educação e saneamento básico, entre outros, quando comparado ao cidadão branco, e indica as medidas a serem tomadas pelo Estado para promover a cidadania dos que dela carecem. Conclui que não se trata de alocar, sem critérios e por um sentimento leigo de justiça, os negros em setores ocupados por brancos, mas de utilizar critérios legítimos de ingresso, com o fito de diminuir as desigualdades e promover uma concepção plural e radical de democracia.

Palavras-chave


Palavras-chave: ações afirmativas; igualdade racial; emancipação; racismo cordial.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.92i232.662

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Rev. Bras. Estud. Pedagog., Brasília, DF, Brasil. e-ISSN: 2176-6681

Licença Creative Commons A Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

EdubaseDiadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas BrasileirasLatindex
EZ3 - Elektronische ZeitschriftenbibliothekOEI - Organización de Estados IberoamericanosIbict
Public Knowledge ProjectDOAJ - Directory of Open Access JournalsREDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico
 Public Knowledge Project