A qualidade de vida de estudantes que ingressam na universidade na meia-idade

Denise Maria dos Santos Paulinelli Raposo

Resumo


Os estudos acerca do desenvolvimento humano na idade adulta e no envelhecimento têm instigado o interesse de teóricos do assunto, em virtude do aumento do tempo de vida da população. Constata-se, no campo educacional, entre os anos de 1996 e 2003, um crescimento do número de pessoas que ingressaram na universidade na meia-idade. Com base no interesse em dar continuidade ao estudo sobre a entrada na universidade, o presente artigo tem como objetivo discutir a qualidade de vida de estudantes que ingressam na universidade após os 45 anos de idade; para tanto, foram revisados os estudos de Baltes (1970, 1977, 1990, 1995, 1997, 1999) e Neri (1985, 1991, 1993, 1995, 2002). A metodologia utilizada foi ancorada na abordagem qualitativa. Os resultados revelam que os respondentes antes de ingressarem no ensino superior vivenciaram um período de estabilidade e que, após selecionarem suas metas e otimizarem suas capacidades de reserva, apresentaram melhorias na qualidade de vida. Conclui-se, com base nos argumentos relatados pelos estudantes, que o desenvolvimento deve ser visto sob vários prismas – biológicos, psicológicos, sociais – e num processo de interação.

Palavras-chave: idade adulta; desenvolvimento humano; qualidade de vida.



Abstract

The studies concerning human development in the adult age and aging have instigated the interest of theoreticians, in virtue of the increase of life expectancy of the population. It is evidenced, in the educational field, between 1996 and 2003, a growth of the number of people who had entered the university in middle age. On the basis of the interest in continuing the study on university entrance, the present article aims at arguing the quality of life of students who entered the university after the age of 45; therefore, the studies of Baltes (1970, 1977, 1990, 1995, 1997, 1999) and Neri (1985, 1991, 1993, 1995, 2002) were revised. The used methodology was anchored in the qualitative approach. The results reveal that, before entering superior education, the respondents had deeply lived a period of stability and that, after selecting their goals and optimizing their capacities of reserve, had presented improvements in their life quality. One concluded, on the basis of the students’ arguments, that the development must be seen under some conditions biological, psychological, social and in a process of interaction.

Keywords: adult age; human development; quality of life.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.87i217.811

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Rev. Bras. Estud. Pedagog., Brasília, DF, Brasil. e-ISSN: 2176-6681

Licença Creative Commons A Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

EdubaseDiadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas BrasileirasLatindex
EZ3 - Elektronische ZeitschriftenbibliothekOEI - Organización de Estados IberoamericanosIbict
Public Knowledge ProjectDOAJ - Directory of Open Access JournalsREDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico
 Public Knowledge Project