A desigualdade como meio de vida: educação e classe social na América Latina

Nelly P. Stromquist

Resumo


A desigualdade na educação é lamentada pelo governo e pela sociedade. Apesar disso, as diferenças de acesso e de qualidade continuam sem um questionamento eficaz, pois a isto são acrescentadas a distribuição das escolas em privadas e particulares e a decadência da escola rural quanto ao número de horas-aula, preparação docente e infra-estrutura. Recentes estatísticas de âmbito regional sobre o efeito combinado de classe social e gênero indicam que as mulheres de qualquer idade escolar e pertencentes a qualquer estrato socioeconômico sofrem desvantagem no acesso à escola em relação aos homens. As medidas compensatórias para diminuir a desigualdade são mínimas na região. Outros fatores, inclusive o racismo e modelos de desenvolvimento supostamente apolíticos, mantêm-se fortemente arraigados nas políticas educacionais e até no comportamento latino-americano.

Palavras-chave: desigualdades educacionais; classe social; qualidade do ensino; acesso à escola; políticas governamentais específicas; América Latina.



Abstract

Inequality in education is regretted by the government and by the society. Despite this feeling, the differences in the quality and in the access continue without efficient reasoning because attached to this are: the division of schools into private and public and the decay of agrarian schools in relation to the number of hours spent in class activities; teachers training; and infrastructure. Recent regional statistics over the combined effect of social class and gender indicate that women, of any school-age and of any socioeconomic stratus, are in disadvantage in relation to school access when compared to men. The compensatory measures to diminish inequality are almost inexistent in the region. Other factors, including racism and supposedly non-political models of development, are strongly rooted to educational policies and even to the Latin American behavior.

Keywords: educational inequalities; social class; quality; poverty; compensatory policies; gender; racism.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.24109/2176-6681.rbep.85i209-10-11.873

##plugins.generic.alm.title##

##plugins.generic.alm.loading##

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.





Rev. Bras. Estud. Pedagog., Brasília, DF, Brasil. e-ISSN: 2176-6681

Licença Creative Commons A Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

EdubaseDiadorim - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas BrasileirasLatindex
EZ3 - Elektronische ZeitschriftenbibliothekOEI - Organización de Estados IberoamericanosIbict
Public Knowledge ProjectDOAJ - Directory of Open Access JournalsREDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico
 Public Knowledge Project