Vivências e memórias entre a Escola Monsenhor Lopes e a Comunidade Forte

Palavras-chave: comunidade; educação no campo; memória histórica.

Resumo

O objetivo deste trabalho é mostrar a história da Escola Monsenhor Lopes e sua relação com a Comunidade Forte. Para isso, as vivências e memórias dessa história foram obtidas e registradas mediante documentos e entrevistas. O quadro teórico baseou-se em autores que trataram da história das instituições escolares e da Educação do Campo. A análise dos dados utilizou categorias que apresentam cronologicamente o desenvolvimento dos fatos. Os resultados da pesquisa revelaram que a escola foi importante para a escolarização da população local, constatando-se, também, sua interação com outras instituições. Contraditoriamente, ao longo do tempo, a escola tem contribuído tanto para a permanência dos sujeitos no campo como para o esvaziamento deste. Por fim, afirma-se que a Escola Monsenhor Lopes tem colaborado para o desenvolvimento local.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suzana Gomes Lopes, Universidade Federal do Piauí (UFPI). Picos, Piauí, Brasil.

Doutora em Biotecnologia pela Rede Nordeste de Biotecnologia (Renorbio) - Universidade Federal do Maranhão (UFMA). São Luís, Maranhão, Brasil. 

Alexandre Leite dos Santos Silva, Universidade Federal do Piauí (UFPI). Picos, Piauí, Brasil.

Doutor  em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).  Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

Caroline Lucena de Sousa, Universidade Federal do Piauí (UFPI). Picos, Piauí, Brasil.

Graduada em Licenciatura em Educação do Campo/Ciências da Natureza pela Universidade Federal do Piauí (UFPI). Picos, Piauí, Brasil.

Publicado
28-04-2021
Seção
Estudos