Agroecologia e Pedagogia da Alternância: um estudo de caso da Escola Tecnológica de Fraiburgo, Santa Catarina

Palavras-chave: educação do campo; princípios agroecológicos; tecnologia social.

Resumo

O objetivo da pesquisa foi compreender como o ensino de Agroecologia em uma escola agrícola, em regime de Pedagogia da Alternância, tem influenciado no ensino-aprendizagem dos estudantes e como isso tem afetado o âmbito familiar e comunitário. Utilizaram-se as metodologias quantitativa, com aplicação de questionário aos estudantes, e qualitativa, baseada em entrevistas abertas e estruturadas aos estudantes, professores, pais e pessoas ligadas à fundação da escola. O processo de ensino-aprendizagem baseado na interação com a realidade local, como propõe o método “Tempo Escola e Tempo Comunidade” aplicado na Pedagogia da Alternância, mostrou-se efetivo por apresentar maior ligação com as relações do campo. Os entrevistados relatam que essa metodologia tem proporcionado maiores trocas de conhecimento com a família e a comunidade, o que pode influenciar positivamente as formas de cultivo a partir de um novo pensar. No entanto, verificou-se que há uma distorção relacionada às práticas agrícolas locais e ao ensino de Agroecologia. De acordo com os estudantes e pais, há necessidade de realizar a transição agroecológica, pois muitos ainda seguem práticas convencionais de cultivo,  o que dificulta o uso dos conhecimentos adquiridos pelos estudantes. Compreende-se que a alteração de paradigmas é feita gradativamente e a Pedagogia da Alternância aplicada ao ensino de Agroecologia pode auxiliar no aprimoramento de práticas para que as mudanças ocorram.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sérgio Domingues, Escola de Educação Básica Vinte e Cinco de Maio. Fraiburgo, Santa Catarina, Brasil.

Doutor em Produção Vegetal pela Universidade do Estado de Santa Catarina, (Udesc). Lages, Santa Catarina, Brasil.

Cezário Ferreira dos Santos Júnior, Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Itacoatiara, Amazonas, Brasil.

Mestre em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Sustentável pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Belém, Pará, Brasil.

Aline Nunes, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Mestra em Produção Vegetal pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Lages, Santa Catarina, Brasil.

Ariel Bonadiman , Escola de Educação Básica Vinte e Cinco de Maio. Fraiburgo, Santa Catarina, Brasil.

Tecnólogo em Agroecologia, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR). Curitiba, Paraná, Brasil. 

Publicado
26-11-2021
Seção
Estudos