Objetivos educacionais e avaliações em larga escala na trajetória da educação superior brasileira: Enem, Enade e a complexidade cognitiva na retenção do fluxo

Palavras-chave: avaliação oficial; demandas cognitivas; Enem; Enade.

Resumo

O artigo compara documentos norteadores e itens de duas avaliações oficiais em larga escala da formação na educação superior no Brasil – o Enem, que seleciona os candidatos para as vagas, e o Enade, que avalia os estudantes na fase final da graduação –, na perspectiva dos objetivos educacionais da Taxonomia de Bloom, para compreender o que se espera dos estudantes que passam ou passaram pela formação superior quanto à proficiência em leitura. São considerados as matrizes e os itens da prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias do Enem e de Formação Geral do Enade. Como resultados, foram identificadas assimetrias tanto na comparação entre os níveis de complexidade e as determinações normativas quanto nos itens de ambas as avaliações, o que pode estar relacionado à retenção de fluxo na educação superior.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sammela Rejane de Jesus Andrade, Universidade Federal de Sergipe (UFS). São Cristóvão, Sergipe, Brasil.

 Doutora em Educação pela Universidade Federal de Sergipe (UFS).São Cristóvão, Sergipe, Brasil.

Raquel Meister Ko Freitag , Universidade Federal de Sergipe (UFS). São Cristóvão, Sergipe, Brasil.

Doutora em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Publicado
28-04-2021
Seção
Estudos