Por ocasião do octogésimo aniversário do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, divulgado ao povo e ao governo no começo de março de 1932, o Ministério da Educação (MEC), em 2012, constituiu uma comissão de especialistas e dirigentes para propor uma agenda de estudos e eventos públicos. A iniciativa teve como objetivo, por um lado, manter viva a memória dos signatários desse documento histórico e, por outro, promover debates e reflexões sobre sua atualidade no contexto das políticas de educação do Brasil. Entre as várias sugestões feitas pela comissão, uma das mais importantes foi a de produzir um livro com a contribuição de vários estudiosos da educação no Brasil, que pudesse refletir a relevância histórica do Manifesto e seu lugar na evolução educacional do País. Para conduzir esse projeto, a comissão delegou aos professores Carlos Roberto Jamil Cury e Célio da Cunha, a responsabilidade de identificar os especialistas e organizar a referida publicação ora publicada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep, como Número Especial da Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos - RBEP.

Publicado: 25-08-2015

Edição completa